terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Caio na rede

"E eu caio na rede, não tem quem não caia" são versos da música "A rede", de Lenine, mas define perfeitamente essa "tendência" bem 80tista que são as meias arrastão. Engraçado que elas já passaram por todas as fases que uma peça pode passar: brega, sexy, vulgar, moderna... E quem deu rabissaca ,seja pra meia calça arrastão ou outras peças no estilo teia/tela, tá levando cuspida na cara. 😅

A peça do momento, que você vai usar de novo/pela primeira vez ou, ao menos, imaginar-se com ela, é meio uma das peças da discórdia, ou amam ou odeiam. Eu nunca usei, mas já quis quando era criança e no tempo que era "coisa de quenga"/madonna (quem nunca imitou madonna?).

As meias arrastão voltaram com uma cara meio anos 90. Pra mim, melhor década em termos de moda e música. Na versão original- meia calça- tenho visto muito por baixo de jeans. Mas eu to mesmo a fim é de umas estilo short e meias na altura do tornozelo. Além das meias, blusas e vestidos no estilo "rede" também tem se popularizado. 


to esperando umas assim chegarem por aqui 💓



























Quem usou/usa/usará?
xêro





quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Balé no asfalto e um diy

Primeiro post de 2017 traz duas tendências e um diy maneiro. Ano passado a Keds e a Puma lançaram tênis com cadarços de fita. Mas, minha gente, por esse detalhe, os preços, que já não são tão acessíveis para maioria das pessoas, são ainda mais salgados.

Eu que amo uns tênis, umas fitas, uma amarração nas canelas, tratei logo de fazer uns diy's porque sou dessas. A princípio ia fazer só com uns tênis pretos, depois pensei "por que não com uns brancos também?", quando cheguei ao armarinho (tem um na minha rua 💓) e vi a ruma de fita de cetim brilhosa, trouxe uma rosinha também ahahah.

Sim, também sou dessas que vou comprar uma coisa e trago mais, ou outra coisa diferente. Mas trouxe só as fitas mesmo pra não perder o foco. Também fiquei de olho nas miçangas abafa😂

O diy é muito simples. Fitas de cetim da largura que você quiser (eu comprei da mais grossa), o tamanho fica a seu critério. Comprei dois metros da preta e dois metros e meio da rosa e da branca (cada) porque quero fazer a amarração também no tornozelo. Você corta as pontas das fitas na diagonal e queima pra não desfiar. Depois só meter nos tênis, sapato, sandália ou no calçado que quiser e sair por aí like a ballerina 💃

duas tendências em uma: tênis com fitas e amarração no tornozelo 


acho engraçado que quando usava assim
o povo, principalmente minha família, 
ficava me chamando de doida
chama agora!
tá na internet!
💋 





essas fitas são mais finas
pra quem quer amarrar no tornozelo fica melhor

olhaí a comparação 
cadarço X fita
os tênis ganham outra vida com as fitas, né?



não sei se dá pra perceber
mas fiz duplo laço
porque são grandes as fitas 




eu toda bailarina



Eu coloquei as fitas nas cores dos tênis mas dá pra fazer uma infinidade de combinações.
Cês curtem amarrar os cadarços no tornozelo?

Até os próximo posts! 
xêro




domingo, 4 de dezembro de 2016

DEMENZ: moda sem gênero

Mês passado foi lançada uma marca aqui em Natal cuja proposta é moda sem gênero, ou seja, não é roupa pra homem ou pra mulher, mas brusinha pra todoxs. As primeiras peças lançadas pela DEMENZ foram camisetas com bordados maravilhosos e afrontosos. Eu to apaixonada! Em breve, as camisetas estarão disponíveis no site da marca.


logo que vi esse pentagrama florido, quis logo

outros bordados

com a dupla da DEMENZ, 
yago e laryssa

já fiz luqui com a brusinha




Camiseta é massa! Amo!
Quem quiser as brusinhas só seguir o esse link e mandar inbox.
xêro


p.s.: esse post também inaugura uma nova tag no blog "arte e moda potiguar"









sábado, 3 de dezembro de 2016

Oh lar!


E aí, minha gente? Isso aqui tá cheio de teia de aranha, viu. Muitos meses sem publicar nada. Mas vai ter overposting a partir de agora, sabe por quê? Porque eu estou quase de fériaaaas! Na verdade ainda não, mas o trabalho pesado de planejar aulas, projetos, corrigir trabalhos e tudo mais que uma professora faz praticamente se encerrou. Ufa! E que ano, hein?

Não vou mentir que não foi somente a carga de trabalho que me fez ficar tanto tempo sem bloggar, mas também a bad que bateu com esse golpe que o Brasil tá levando, e o pior, com a "ajuda" de alguns brasileiros que são facilmente manipulados pela mídia nojenta do nosso país. E agora, com a queda desse avião que frustrou, por ganância, tantos sonhos. Fora todas as outras desgraças que ocorreram/estão ocorrendo no mundo todo. Mas não podemos perder a esperança nem nos deixar esmorecer, temos que lutar sempre e nos unir mais.

Esse ano também me trouxe coisas boas, algumas até, a princípio, pareciam horríveis, mas, no fim, se reverteram em aprendizagem e muito crescimento. Minha rotina de trabalho mudou, comecei a praticar uma atividade física (mais ou menos regular rs), tenho, de certa forma, evoluído na minha arte (nem chamaria evolução, mas novas formas de criar), tive umas férias maravilhosas (apesar de ser em meio à rotina de trabalho), tiramos do papel algumas ideias na nossa casinha e a maior revolução que houve na minha vida: passamos (eu e rick) a fazer nossa própria comida woohooooo! A verdade é que como rick costuma dizer, todo dia  gente dorme menos burro. Todos os dias aprendemos alguma coisa. E olha, aprendi muito este ano. 

O it up! fez seis anos em julho, nem fiz post de aniversário. Qué dizê... acho que nunca fiz isso ahahah. O que importa é que esse é um lugar que amo! Escrever e compartilhar coisas boas faz muito bem. A minha vida toda, desde criança, a escrita, assim como a arte (desenhar/pintar), me acompanham e foi graças a ela que conquistei praticamente tudo o que tenho. E não falo no sentido material. Foi graças à escrita que também conheci meu marido em 2008. E de lá pra cá, ela (a escrita) também tem dado sentido às nossas vidas, embalado nossos sonhos pessoais e coletivos e nos levado a lugares incríveis (é muita viagem! kkk). Eu sou muito grata aos meus professores que me incentivaram a escrever e a Rick que sempre faz a primeira leitura das minhas postagens/bostagens ahahah.

Esse espaço é um lugar de diversão, um hobby. Às vezes, falo alguma coisa séria, trago uma reflexão mas o principal objetivo é entreter a mim e a quem mais quiser. Acho que já tá virando post de aniversário do blog, neah? ahahah Enfim, só vim pra avisar que o it up! tá de volta na praça e que vai ter muito post de luqui, arte, inspiração, decor, beleza, música e etc. e tal.


Um xêro!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Tapetes nas paredes

Desde o ano passado que mudei tudo no meu quarto. Adoro cores mas optei pela base branca: paredes e móveis. Deixei do jeito que queria, mas a cabeceira ficou por fazer. A ideia inicial era usar espelhinhos com molduras provençais brancas, mas as que achei eram caras e fui deixando pra segundo plano. Depois me veio um monte de outras ideias que também fui esquecendo.

Semana passada vi uns tapetes, que à primeira vista, são um pouco cafonas, mas eu adorei e fiquei cismada e matutando... Até que "eureka!" kkk, acho que ficaria bonito na cabeceira da cama. E não ficaria cafona porque o quarto é clean e o tapete não brigaria com nada no porque ele é coloridão. 

Por outro lado, com o tapete na cabeceira da cama, o objetivo inicial, que era deixar o quarto brancão, falha rs. Eh, vejo que minha alma hippie começa a se animar com um quarto cheio de cores e e miçangas kkk. Fui pesquisar umas ideias de tapetes nas paredes e já quero pendurar um em cada cômodo rs. 





blues + pinks:











OLD BRAND NEW: ADAM'S DOWNTOWN LA LOFT.. divider curtain:

UrbanOutfitters.com: Awesome stuff for you & your space:

Uni room ideas - tapestry wall hanging and fairy lights:


An Inspired, Bohemian Home in the California Desert | Design*Sponge:

Vintage Moroccan:

Maudjesstyling: Cadrys rugs:






O que vocês acham? 
beijão!